Russos criam robôs com capacidade de matar por conta própria

Russos fazendo armas mortais

Russos A fabricante de armas russa Kalashnikov Group fez um anúncio discreto com implicações assustadoras: a empresa revelou que desenvolveu uma série de robôs de combate totalmente automatizados, que usam inteligência artificial para identificar alvos e tomar decisões independentes.

Isso reavivou o debate sobre armas autônomas, depois que, em 2015, mais de mil pesquisadores em robótica e inteligência artificial, incluindo Elon Musk e Stephen Hawking, assinaram uma carta aberta pedindo às Nações Unidas que impeçam o desenvolvimento e implantação de inteligência artificial armada.

Enquanto as Nações Unidas ainda estão formando um grupo para discutir a possibilidade de introduzir uma proibição do armamento controlado por IA, a Rússia está prestes a demonstrar robôs de combate autônomos reais.

Russos

O presidente russo Vladimir Putin visitou recentemente o Kalashnikov Group, infame por ter inventado a AK-47, conhecida como a máquina de matar mais eficaz da história humana, na mesma época em que a diretora de comunicações do grupo, Sofiya Ivanova, proclamou: “No futuro iminente, o Kalashnikov Group apresentará uma gama de produtos baseados em redes neurais. Um módulo de combate totalmente automatizado com esta tecnologia está planejado para ser demonstrado no fórum do Exército-2017”.

A brevidade dos comentários não deixa claro quanto ao que foi produzido ou como ele seria implantado, mas a empresa afirmou com todas as letras que desenvolveu um sistema “totalmente automatizado” baseado em “redes neurais”. Isso só pode significar um robô armado que pode aparentemente identificar alvos e tomar decisões por conta própria.

 

Russos

Fontes: hypescience NewAtlas

Comments

comments