Conheça o lugar na Índia em que as pessoas têm duas semanas para morrer

Na Índia, existe um local sagrado aonde as pessoas vão para morrer. O hotel Mukti Bhawan, ou Casa da Libertação, na também sagrada cidade indiana de Varanasi, possui uma norma rigorosa de admissão: seus hóspedes só podem ter duas semanas para morrer. Para lá vão os milhares de devotos moribundos que pretendem dar seu último suspiro em suas instalações sagradas, o que, segundo a tradição hindu, liberta-os finalmente do ciclo vida-morte.

GRA020. BENARÉS (INDIA), 02/10/2015. - El hostal Mukti Bhawan o Casa de la Liberación, un edificio sobrio con 12 habitaciones es la última morada para huéspedes que acuden a morir en él, en la ciudad de Benarés, sagrada para la religión hinduista, ya que perecer en esta localidad supone liberarse del ciclo de las reencarnaciones y pasar directamente al Nirvana. Los huéspedes yacen sobre camas de madera o directamente sobre unas sabanas en el suelo, junto con dos de sus familiares a la espera de morir. EFE/Alberto Peña

O hotel se localiza a poucos metros do rio Ganges e recebe os visitantes com um pequeno jardim. Depois de entrar no edifício, de fachada de cor cereja, cornijas amarelas e janelas verdes, tudo o que se pode ver é um cinza predominante. Há doze quartos completamente vazios e com paredes descascadas, que cercam um pátio central.

A alta temporada acontece durante os meses de maio e junho, quando o calor sufocante dá um último empurrão para o outro mundo. E uma funcionária do hotel afirma que o lugar está cheio na maior parte do tempo.

O hotel é beneficente e cobra apenas os gastos de eletricidade aos seus hóspedes, que chegam de todas as partes do país, às vezes, inclusive, em ambulâncias. “Muitas vezes, alguns se encontram com bastante saúde, por isso temos que lhes pedir para ir embora”, afirma a funcionária.

Comments

comments