8 casos recentes de canibalismo

Casos de canibalismo pelo mundo

Casos O fato é que a antropofagia existe desde que a humanidade é humanidade – a prática remonta sociedades ancestrais e ocorre até nos tempos atuais. Abaixo relacionamos alguns dos casos mais recentes e assustadores que vieram à tona.

 

01. Empanadas de carne humana

Canibalismo

em 2012, a polícia prendeu três pessoas no Brasil acusadas de fazer empanadas de carne humana – e, em seguida, vendê-las. O trio de canibais foi condenado à prisão pela morte de três mulheres. Os assassinos comeram partes dos corpos das vítimas e usaram o resto para fazer as tortas de carne, que foram vendidas na cidade de Garanhuns, perto de São Paulo. O líder do grupo justificou o ato como uma “purificação para proteger as pessoas e entregá-las a Deus.”

02. Comer corpos do cemitério

irmãos canibais

dois irmãos no Paquistão – Mohammad Arif e Farman Aliwere – teriam sido presos em 2011 sob a acusação de desenterrar cerca de 100 sepulturas e roubar os corpos, que mais tarde seriam supostamente consumidos. Como no Paquistão não há leis específicas contra o canibalismo, os irmãos foram condenados a dois anos de prisão e mais multa. A pena foi considerada branda e provocou protestos.

3 – Papua Nova Guiné

Vampiro

a ilha no norte da Austrália foi palco de um caso arrepiante. Em outubro de 2013, o pai de uma menina de três anos de idade teria levado sua filha para uma área arborizada, onde mordeu o pescoço da pequena. Depois, comeu a carne da menina e sugou o seu sangue, segundo relatos do Papua Nova Guiné Post-Courier. Dois meninos teriam testemunhado tudo e contado a autoridades locais, que, rapidamente, prenderam o homem. De acordo com numerosos relatórios de Papua Nova Guiné, o país é lar de milhões de pessoas que vivem em aldeias rurais isoladas e mantêm práticas tradicionais que, por vezes, incluem o canibalismo.

04. Sobrevivência

expedição malfadada da Marinha Britânica no século XIX ficou presa no Ártico canadense

uma expedição malfadada da Marinha Britânica no século XIX ficou presa no Ártico canadense, e marinheiros tiveram que recorrer a um tipo particularmente horrível de canibalismo para sobreviver, de acordo com um estudo publicado em 2015. Os exploradores famintos não só comeram a carne dos companheiros mortos como também abriram os ossos em busca do tutano.

05. Copos de crânios

Caverna de Gough

em 2011, cientistas na Inglaterra encontraram três copos feitos de crânios humanos em um local conhecido como Caverna de Gough, em Somerset. Os objetos possuem 14.700 anos, tornando-os os mais antigos copos de crânio já encontrados e os únicos do tipo achados nas Ilhas Britânicas. Os copos são fragmentos do crânio de, pelo menos, cinco pessoas – uma criança de cerca de três anos de idade, dois adolescentes, um adulto e uma pessoa mais velha. Havia sinais de que suas mandíbulas inferiores tiveram a medula retirada, sugerindo que houve canibalismo.

06. Colonos famintos

colonos de Jamestown

Em 2013, os arqueólogos encontraram evidências de que os colonos de Jamestown – primeiro assentamento do EUA na Virgínia – praticavam o canibalismo. Foi achado o crânio mutilado e o osso da perna de uma menina de 14 anos de idade. Os ossos foram espalhados entre ossos de animais abatidos. Uma análise forense sugere que a menina, provavelmente, morreu de doença ou de fome antes de ser devorada. Relatos do período falam de casos de canibalismo durante o “tempo de fome,” um inverno brutal entre 1609 e 1610.  A maioria dos historiadores, porém, não acredita que tais histórias sejam 100% verdadeiras. Elas teriam sido produzidas como forma de “arrancar” mais dinheiro da Grã-Bretanha.

07. Fome no mundo moderno

coreia do norte

o canibalismo como um resultado da fome não é uma raridade e pode acontecer ainda hoje. Há relatos desse tipo na Coreia do Norte, onde famintos moradores do país estariam recorrendo ao canibalismo, de acordo com alguns relatos da mídia internacional. Em 2013, o jornal britânico The Sunday Times afirmou que um homem foi condenado à morte por fuzilamento depois que autoridades descobriram que ele tinha matado e cozinhado a carne de dois de seus filhos. O homem foi denunciado às autoridades pela esposa.

08. Neandertais canibais

canibais

Em julho de 2016, cientistas descobriram ossos de neandertais em uma caverna na Bélgica que mostraram “provas inequívocas” de canibalismo. Arqueólogos reuniram 99 fragmentos de ossos para identificar cinco neandertais distintos, quatro adultos e uma criança, que viveram entre 40.500 e 45.500 anos atrás. Havia marcas nos ossos, incluídos aí alguns parecidos com os de martelo (provavelmente para remover a medula óssea) e marcas de corte para esculpir a carne do osso. Também na caverna foram achados restos de cavalos e de rena, que tinham sido igualmente massacrados.

Fonte: The Sunday Time

Comments

comments