Cientistas solucionam o mistério do “Problema dos 100 mil anos”

Problema

Este misterioso fenômeno, chamado de “problema de 100 mil anos”, vem ocorrendo há mais de um milhão de anos e atinge as vastas camadas de gelo que cobrem a América do Norte, Europa e Ásia; os cientistas pareciam incapazes de explicar por que isso acontece…

Os períodos de glaciação da Terra aconteciam a cada 40 mil anos aproximadamente. Mas após a transição do Pleistoceno Médio, esses períodos aumentaram para cada 100 mil anos, o que era um verdadeiro mistério para a ciência, que parece ter sido solucionado, recentemente, por pesquisadores da Universidade de Cardiff, no Reino Unido.

Eles revelaram que a desaceleração dos períodos glaciares pode estar relacionada ao modo pelo qual os oceanos absorvem e armazenam o dióxido de carbono, principalmente por meio de fósseis marinhos. A partir desses vestígios, foi possível concluir que, a cada 100 mil anos, o aumento da quantidade absorvida de CO2 seria responsável pela diminuição da temperatura terrestre.

“Podemos pensar que os oceanos inalam e exalam dióxido de carbono. As camadas de gelo são maiores quando os oceanos inalaram dióxido de carbono da atmosfera, e elas as placas são menores e a temperatura global aumenta quando os oceanos exalaram [o dióxido]”, explicou a professora e líder do projeto, Carrie Lear.

Fonte: Cardiff University, Seu History

Comments

comments