Missão espacial Rosetta chega ao fim após 12 anos

Missão Resetta

Os cientistas da Agência Espacial Europeia se despediram da Missão Rosetta, na sexta-feira, num misto de tristeza e de orgulho, depois de mais de uma década de trabalho.

A sonda não tinha mais fonte de energia suficiente para continuar se comunicando com a terra.Em vez de deixarem que adormecesse no espaço, os cientistas decidiram fazê-la colidir com o cometa que,há dois anos, ela acompanhava.

No caminho, a sonda conseguiu coletar dados e imagens de uma parte importante do astro.Uma mina de ouro para a missão.

Lançada em 2004, a Rosetta foi o primeiro projeto desenvolvido no mundo para orbitar um cometa. Ela conseguiu alcançá-lo dez anos e cinco meses depois.

E, então, realizou mais um feito inédito: soltou sobre ele o robô “philae”, que fez mais uma série de coletas na superfície do cometa.

Além de estudar a atividade desse astro em detalhe, a missão saiu em busca de pistas sobre a origem do sistema solar e da vida no nosso planeta,

Rosetta e seu robô conseguiram detectar moléculas que são encontradas em proteínas, no DNA e na membrana das células, entre outros componentes orgânicos.

Agora, o fim da missão significa também o começo de uma nova fase, de décadas e décadas de trabalho pela frente para analisar a enorme quantidade de dados que foram reunidos sobre o cometa.

Comments

comments